14/12/2017 às 06:01h
STJD amplia punição à Ponte Preta por confusão

O Pleno do STJD (Superior Tribuna de Justiça Desportiva) julgou nesta quinta-feira (14) o recurso da Ponte Preta para a redução da pena imposta por conta da invasão ao Moisés Lucarelli no jogo da penúltima rodada do Brasileiro, contra o Vitória.

A punição anterior era de cinco jogos com portões fechados e multa de R$ 30 mil. Agora, o clube campineiro terá que cumprir seis jogos sem torcida. Ao menos, a Ponte conseguiu reduzir o valor da multa recebida no julgamento do dia 4 de dezembro, em primeira instância, para R$ 20 mil.

A Ponte Preta segue com o Moisés Lucarelli interditado. O estádio só será liberado caso "'o clube comprove que o local esteja em condições de realizar os jogos com infraestrutura necessária a assegurar plena garantia e segurança para sua realização". A liberação está condicionada a uma vistoria da CBF com laudo constatando sua regularidade.

Por conta da invasão ao gramado, a Ponte Preta foi enquadrada nos artigos 211 e 213 (incisos I, II e III) do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva) e corria o risco de ser punida com a perda de até 30 mandos de campo (dez por cada inciso) -além de uma multa que poderia chegar a R$ 400 mil (R$ 100 mil pelo art.211 e R$ 100 mil por cada inciso do art.213).

Portanto, apesar do aumento da pena no Pleno do STJD, a punição final é encarada de forma positiva para a Ponte Preta, que já trabalha para desinterditar o Moisés Lucarelli ao menos até o início do Paulista, em janeiro.

A INVASÃO

O jogo entre Ponte Preta e Vitória, pela 37ª rodada do Brasileiro, foi encerrado aos 39min do segundo tempo, por falta de segurança, depois que torcedores do time campineiro invadiram o campo do Moisés Lucarelli.

Na súmula, o árbitro revelou que aguardou o tempo previsto para reiniciar o jogo, mas ouviu do responsável pelo policiamento que não havia condições de dar segurança ao jogo. (Folhapress)

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2018 - Publicidade Nova Visão - CNPJ 07.296.611/0001-78. Jornalista responsável Jose Paulo Batista DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 002121