06/12/2017 às 08:14h
Sob os olhares de Tite, brasileiros marcam e Shakhtar vence o City

O jogo entre Shakhtar Donetsk e Manchester City teve tantos brasileiros em campo que até o técnico Tite, da Seleção Brasileira, precisou comparecer ao estádio Metalist, na Ucrânia, para acompanhar a última partida da fase de grupos da Liga dos Campeões. Em campo, o clube inglês não apresentou um bom futebol e viu o Shakhtar dominar a partida vencendo pelo placar de 2 a 1.

Em duelo repleto de brasileiros, foram os jogadores sul-americanos que garantiam a classificação do clube ucraniano às oitavas de final. O Shakhtar abriu o placar com Bernard, após o meia brasileiro acertar um chute magnífico de perna direita. Ainda no primeiro tempo, Marlos, ex-São Paulo, deu lindo lançamento para o lateral brasileiro Ismaily, que viu Ederson falhar e completou para o fundo das redes. Nos acréscimos do segundo tempo, Aguero diminuiu para o City, em cobrança de pênalti.

Nada menos que oito jogadores brasileiros começaram a partida como titulares. Pelo lado do Shakhtar, conhecido há tempos como “colônia” brasileira na Europa, Bernard, Fred, Ismaily e Taison estiveram em campo. Já o técnico Pep Guardiola escalou os “brazucas” Ederson, Danilo, Fernandinho e Gabriel Jesus.

Mesmo com a derrota, o Manchester City garantiu a liderança do Grupo F da Liga dos Campeões, com 15 pontos. O Shakhtar, por sua vez, também avança às oitavas de final por terminar na segunda colocação, com 12 pontos. Considerado um dos favoritos do grupo, o Napoli ficou pelo caminho. Agora, as equipes esperam sorteio para conhecer seus adversários nas oitavas de final.

Brasileiros brilham pelo Shakhtar – O Manchester City foi irreconhecível durante todo o primeiro tempo. A equipe do técnico Pep Guardiola entrou em campo com um time misto, sem titulares como Aguero, Otamendi, Walker e Sterling. Apesar da qualidade técnica inquestionável da equipe inglesa, o esquadrão não finalizou com perigo uma vez sequer, e viu os ucranianos dominarem.

Desde o início da partida, o Shakhtar mostrou que não iria jogar de forma defensiva e partiu em busca do primeiro gol. Com os brasileiros Marlos e Bernard comandando o ataque, a equipe chegou bem ao gol antes de balançar as redes.

Aos 25 minutos, Marlos arrancou do meio-campo, fez boa jogada e tocou para Bernard. O meia ex-Atlético Mineiro recebeu na ponta da pequena área, ajeitou a bola e chutou de perna direita, encobrindo o goleiro brasileiro Ederson que pouco teve o que fazer: 1 a 0.

Com o gol, o Shakhtar cresceu na partida e, apoiado por sua torcida, passou a pressionar os ingleses. Aos 31 minutos, mais uma jogada brasileira. Marlos deu lindo lançamento do meio-campo para o lateral brasileiro Ismaily, e Ederson saiu do gol para tentar cortar a bola. No entanto, o goleiro furou feio e Ismaily, com o gol livre, tocou para o fundo das redes.

Apesar após sofrer os dois gols que o Manchester City passou a atacar. Bernardo Silva e Sané assumiram a responsabilidade e procuraram organizar as jogadas ofensivas, muitas vezes concluídas por Gabriel Jesus. A primeira boa chance de gol para os ingleses aconteceu no fim da primeira etapa: Foden lançou para Gabriel Jesus, que saiu cara a cara com Pyatov, mas demorou para finalizar e foi desarmado.

City melhora, mas não marca – O técnico Pep Guardiola promoveu a entrada do jovem Díaz, logo no início do segundo tempo, no lugar de Sané. A alteração, no entanto, não teve tanto efeito e a equipe continuou a encontrar dificuldades para armar boas jogadas ofensivas.

Com 2 a 0 no placar, o clube ucraniano passou a jogar com mais jogadores na defesa e sem se arriscar tanto no ataque. Quando pressionava, chegava com perigo, como no chute de Taison. O City, com mais posse de bola, abdicou da defesa e atacava com praticamente todos os seus jogadores, com exceção do goleiro Ederson. Aos 33 minutos, a melhor chance dos ingleses na partida. Díaz fez jogava individual e cruzou rasteiro para Gabriel Jesus, que se antecipou ao goleiro e finalizou, mas acertou a trave.

Já nos acréscimos, Gabriel Jesus foi derrubado dentro da área e o juiz assinalou penalidade máxima. Na cobrança, Aguero, que entrou no segundo tempo, chutou no ângulo direito e marcou o único gol do City na partida: 2 a 1.

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2017 - Publicidade Nova Visão - CNPJ 07.296.611/0001-78. Jornalista responsável Jose Paulo Batista DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 002121