22/11/2017 às 02:13h
Cuidados para evitar criadouros do Aedes Aegypti devem ser redobrados

O Departamento de Vigilância em Saúde pede a colaboração e alerta toda população para o combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika, lembrando que o Zika Vírus pode causar microcefalia em bebês.

O combate e a prevenção ao mosquito Aedes aegypti não pode parar. Por isso, reforça a necessidade de alerta contínuo e mobilização contra o mosquito e eliminação de seus criadouros.

A intenção é fortalecer a mensagem de que é melhor eliminar o foco do mosquito do que sofrer as consequências da doença. É uma luta que precisa do envolvimento de todos os setores da sociedade.

O Aedes aegypti é um mosquito doméstico. Ele vive dentro de casa e perto do homem. Com hábitos diurnos, o mosquito se alimenta de sangue humano, sobretudo ao amanhecer e ao entardecer. A reprodução acontece em água limpa e parada, a partir da postura de ovos pelas fêmeas. Os ovos são colocados e distribuídos por diversos criadouros.

Em menos de 15 minutos é possível fazer uma varredura em casa e acabar com os recipientes com água parada – ambiente propício para procriação do Aedes aegypti.

Veja as principais orientações:

ü   Tampe os tonéis e caixas d’água;

ü   Mantenha as calhas sempre limpas;

ü   Deixe garrafas sempre viradas com a boca para baixo;

ü   Mantenha lixeiras bem tampadas;

ü   Deixe ralos limpos e com aplicação de tela;

ü   Limpe semanalmente ou preencha pratos de vasos de plantas com areia;

ü   Limpe com escova ou bucha os potes de água para animais;

ü   Retire água acumulada na área de serviço, atrás da máquina de lavar roupa.

ü  Cubra e realize manutenção periódica de áreas de piscinas e de hidromassagem;

ü   Limpe ralos e canaletas externas;

ü   Atenção com bromélia, babosa e outras plantas que podem acumular água;

ü   Deixe lonas usadas para cobrir objetos bem esticadas, para evitar formação de poças d’água;

ü   Verifique instalações de salão de festas, banheiros e copa;

ü  Mantenha seu quintal limpo;

ü  Denuncie focos do mosquito Aedes aegypti (terreno baldio com criadouros e lixo acumulado)

ü  “Um simples mosquito pode marcar uma vida. Um simples gesto pode salvar”.

 

Telefone contato Vig. em Saúde: (66)99687 3362

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2017 - Publicidade Nova Visão - CNPJ 07.296.611/0001-78. Jornalista responsável Jose Paulo Batista DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 002121