20/09/2017 às 11:28h
João Arcanjo deixa PCE para depor contra Eliene na Justiça Federal

Celly Silva/GD


O ex-bicheiro João Arcanjo Ribeiro será ouvido na tarde desta quarta-feira (20) pelo juiz federal Francisco Antônio de Moura Júnior, da 7ª Vara Federal de Mato Grosso, em uma ação penal em que figura como réu o ex-deputado federal Eliene Lima, acusado de crimes de peculato e lavagem de dinheiro.


A denúncia contra o ex-deputado partiu da Procuradoria Geral da República junto ao Supremo Tribunal Federal em 2014, quando ele ainda exercia mandato na Câmara Federal. No entanto, o processo trata de crimes que ele teria praticado quando ainda era deputado estadual em Mato Grosso.
João Arcanjo Ribeiro será interrogado na condição de testemunha de acusação, a partir das 13h30. Também serão ouvidas as testemunhas de defesa Fabiano Gomes Silva e Hélio Pimenta Braga. O próprio Eliene também prestará seu depoimento na mesma ocasião.

Consta na denúncia que Eliene teria aderido, de forma “consciente e voluntária” a um esquema de desvio de dinheiro público na Assembleia Legislativa, além de ter realizado “intrincada operação financeira para escamotear a verdadeira origem do dinheiro e sua destinação”.

À época, o então procurador-geral da República Rodrigo Janot afirmou durante uma sessão do STF que o esquema criminoso consistia em uma operação triangular em que a Presidência da AL, no ano 2000, emitia cheques em favor de empresas fantasmas ou que não executavam os serviços contratados; o dinheiro era repassado à Confiança Factoring Fomento Mercantil, de propriedade de João Arcanjo, que entregava os valores aos deputados estaduais que participavam do esquema, entre eles, Eliene Lima.

J

Após o réu deixar o mandato de deputado federal, o STF encaminhou os autos à Justiça federal de Mato Grosso, que deu continuidade ao processo.

Esta será a primeira vez que João Arcanjo Ribeiro irá sair da prisão desde que retornou ao estado, na última quinta-feira (14). Ele está preso no raio 5 da Penitenciária Central do Estado (PCE), onde ficam os detentos mais perigosos. É esperado que um forte aparato de segurança e escolta seja montado para receber o ex-bicheiro na unidade judiciária. (Com informações da Assessoria)

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2017 - Publicidade Nova Visão - CNPJ 07.296.611/0001-78. Jornalista responsável Jose Paulo Batista DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 002121