13/09/2017 às 10:42h
5 anos depois, Zé Love explica por que disse não ao Milan: “não me arrependo”

Você provavelmente conhece o Zé Love do Santos, do Palmeiras ou até do Vitória, quando ele brilhou pela última vez ao ajudar a salvar o time do rebaixamento no Brasileirão do ano passado. Mas você sabia que ele quase virou o Zé Love do Milan?

Há cinco anos, o jogador de Promissão, interior de São Paulo, ficou muito perto de ser jogador do time italiano, mas Zé Love se recusou a ficar de 'stand by' em um hotel e preferiu voltar ao Genoa, clube que defendia em agosto de 2012.

Mas como alguém recusa o gigante Milan para voltar a um clube médio do futebol italiano? Na época, foi noticiado que o jogador teria se recusado a passar por um período de testes, mas não foi bem assim, como o próprio Zé Love explica.

"Essa é uma história que todo mundo inventou, que eu teria que fazer um teste, mas não foi nada disso. Eu estava bem no Genoa, fazendo gols na pré-temporada e apareceu um diretor do Milan querendo me contratar por empréstimo. Eu viajei para Milão e quando cheguei me explicaram que eu era o plano B deles. Eu teria que esperar em um hotel até eles fecharem com outro jogador ou não. O problema é que eu tinha jogo pelo Genoa no sábado seguinte. Por isso pedi para voltar, jogar e depois ser emprestado, mas não aceitaram. Meu sonho era jogar no Milan, mas eu não poderia deixar algo concreto no Genoa para algo duvidoso", disse Zé Love em entrevista ao Torcedores.com.

No fim, o atacante não entrou em campo pelo Genoa e acabou sempre emprestado para o Siena. A decisão dele não foi bem recebida, pois os presidentes de Genoa e Milan, na época Silvio Berlusconi, mantinham boa relação.

"Eu só não aceitei esperar. Ia dar na mesma, mas não me arrependo de nada do que eu fiz na minha vida. E na Itália foi uma coisa normal, não teve polêmica", completou.

Lesão e medo de não andar mais

Zé Love é daqueles jogadores que dificilmente está sem um sorriso no rosto, mas se engana quem pensa que a vida do atacante é só alegria. O momento do jogador é de renascimento no Figueirense após ficar cinco meses parado. De casa, ele viu o time brigar contra o rebaixamento desde o começo da Série B.

O atacante teve uma hérnia de disco, passou por uma cirurgia bastante delicada no começo de março e a recuperação durou mais de 5 meses, sendo três semanas de repouso absoluto.

"Eu corri o risco de não voltar a andar. O processo de recuperação foi bem lento, mas estou me sentindo melhor. Nunca tinha ouvido falar nisso, foi o maior susto da minha carreira", explicou.

Zé ganhou 12 quilos no período que ficou afastado dos gramados, dos quais já perdeu 11. Agora, a meta é ajudar o Figueirense na luta contra o rebaixamento para a Série C.

Aliás brigar contra o rebaixamento tem sido uma constante nas últimas temporada de Zé Love. Ele ajudou Coritiba, em 2014, e Vitória, em 2016, a evitarem a queda para a Série B.

"Todo jogo é uma final, a pressão é muito grande e isso influencia na sua rotina. Não reclamo não, temos que ser cobrados mesmo", analisou.

O próximo desafio do Figueirense é o Internacional, fora de casa. O time é o 17º colocado, com 25 pontos.

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2017 - Bem Mais Comunicação - CNPJ 15.349.563/0001-67. Jornalista responsável Jose Paulo DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 2121