28/08/2017 às 10:35h
Silval entrega esquema de compra da Mesa Diretora

Janaiara Soares/ GD


O ex-governador Silval Barbosa (PMDB) relatou na sua delação premiada que as negociações para a eleição da Mesa Diretora na Assembleia Legislativa já eram feitas desde a época que ele foi deputado estadual.

De acordo com ele, o fato se mantém até os dias de hoje. A acusação é de que, na eleição para a Mesa no ano de 2014, o deputado estadual Guilherme Maluf (PSDB) e o deputado Ondinir Bortoloni, o Nininho (PSD) teriam pagado R$ 16 milhões para assumir a presidência e a primeira-secretaria do parlamento.

O peemedebista afirma que após as eleições de 2014 começou uma disputa para a eleição da mesa diretora para o biênio 2015/2016, entre os deputados estaduais Mauro Savi (PSB) e Romoal do Junior (PMDB), sendo que ambos pediram ajuda ao ex-governador afirmando estar sem dinheiro para pagar os deputados para o apoio. Porém entraram em acordo com Maluf e Nininho.

Em nota Maluf afirma que são mentirosas as acusações do ex-governador. “Fui eleito presidente em uma eleição consensual e sem disputa. Todos os entendimentos foram feitos em bases absolutamente republicanas, assegurando espaço a todos os deputados numa gestão compartilhada dos destinos da Casa de Leis. Acusações levianas e sem provas, baseados em suposições”, afirmou o tucano.

Enquanto deputado, Silval se recorda que logo após ser eleito deputado estadual, no ano de 2002, houve uma articulação para a constituição da Mesa Diretora, efetuada pelo deputado Jo­sé Riva. Segundo ele, a maioria dos deputados receberam vantagens indevidas para votar.

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2017 - Publicidade Nova Visão - CNPJ 07.296.611/0001-78. Jornalista responsável Jose Paulo Batista DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 002121