16/08/2017 às 02:54h
Polícia Civil esclarece latrocínio ocorrido em Diamantino e prende 5

Assessoria | PJC-MT

Cinco pessoas, entre elas um adolescente enteado da vítima, autoras de um latrocínio e ocultação de cadáver, ocorrido no município de Diamantino (208 km a Médio Norte), foram identificadas e detidas pela Polícia Judiciária Civil de Nova Mutum (264 km ao Norte), na manhã de domingo (13.08), poucas horas depois de cometerem o crime.

Alaércio Teixeira da Silva Oliveira, 34, morador de Diamantino, estava desaparecido desde a noite de sábado (12.08). Com a prisão dos envolvidos, o corpo de Alaércio foi localizado em um matagal da cidade. O veículo dele, com uma carretinha, dinheiro e cartão de crédito também foram roubados

Os homens, M. A. F., 46, e L. F. N. S., 21, e a mulher R.S.C., 19, foram autuados em flagrante por latrocínio, ocultação de cadáver e associação criminosa. O  adolescente enteado de Alaércio, J..S.S., 16, e sua companheira T.N.A., 17, responderão ato infracional análogo aos mesmos delitos.

Conforme boletim de ocorrência registrado, no domingo (13.08), pela esposa a vítima, Alaércio sumiu na noite anterior, sábado (12.08), depois de sair de casa conduzindo um carro, Renault Clio de cor preta com uma carreta de som automotivo.

Na ocasião, o marido disse que dormiria na oficina mecânica para adiantar um serviço e retornaria no domingo. No entanto, a oficina ficou fechada e sem sinais de arrombamento.

Na apuração do suposto desaparecimento, os policiais civis identificaram que o automóvel da vítima com a carretinha de som escrito “Canelinha”, teriam sido vistos trafegando no sentido a cidade de Nova Mutum.

Diante das informações, os investigadores de Nova Mutum em apoio ao trabalho da equipe de Diamantino, iniciaram as investigações conseguindo êxito em encontrar a carreta com as mesmas características, no pátio do guincho denominado “Corujão”. Sendo logo descoberto que as pessoas que haviam solicitado o serviço de guincho, estavam hospedadas num hotel na região central de Nova Mutum.

Os policiais passaram a monitorar os hotéis, quando avistaram estacionado no Hotel Paraná, o Renault Clio procurado. Na recepção, com intuito de localizar a vítima, a atendente informou que as pessoas do automóvel estavam hospedados em três apartamentos distintos, sendo dois de casal e um de solteiro.

Durante a conversa com a funcionária, os policiais civis se depararam com o enteado da vítima, o menor J.S.S., 16, com as chaves do carro na mão. Perguntado sobre o paradeiro de Alaércio, o adolescente assumiu ter matado o padastro com a ajuda do comparsa L.F.N.S.

Ainda na entrevista, o infrator relatou que praticou o homicídio e depois depositou o corpo de Alaércio em uma via vicinal na Comunidade Água Fria, a cerca de 15 quilômetros de Diamantino.

No hotel, o enteado estava hospedado em um quarto na companhia da mulher T.N.A. de 17 anos e um bebê de colo que foi entregue ao Conselho Tutelar. Em outro cômodo estavam hospedados o casal, L. F. N. S., 21, e R.S.C., 19, e no terceiro apartamento estava M. A. F., 46.

Os suspeitos contaram que o crime foi planejado pelo enteado da vítima e teve a  participação de L.F.N.S., para golpear várias vezes a vítima na cabeça com duas barras de ferro, além de golpear as costas de Alaércio com uma foice, vindo nessa agressão a quebrar o cabo da ferramenta.

Os criminosos amarraram os pés e mãos da vítima para trás, que foi enrolada numa colcha, colocada no porta-mala do veículo Renault Clio e jogada no matagal descrito.

Depois de esconder o corpo de Alaércio, os suspeitos pegaram a carteira contento R$ 300 em dinheiro. Como o enteado sabia a senha do cartão de crédito, passou os dados para as mulheres do grupo, que fizeram várias comprar de calçados, roupas e perfumes, além de pagarem as hospedagens do hotel com o cartão.

Diante dos fatos, os cinco foram conduzidos à Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERF) de Nova Mutum, interrogados e autuados em flagrante pelos crimes de latrocínio, ocultação de cadáver e associação criminosa.

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2017 - Bem Mais Comunicação - CNPJ 15.349.563/0001-67. Jornalista responsável Jose Paulo DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 2121