16/08/2017 às 07:09h
air volta a explicar polêmica com Rueda, elogia currículo do colombiano: “intercâmbio é maravilhoso”

air Ventura explica fala sobre Rueda (Via ESPN)

Em entrevista coletiva concedida nesta terça-feira (15), o técnico do Botafogo, Jair Ventura, voltou a explicar as declarações que renderam polêmica antes da semifinal da Copa do Brasil contra o Flamengo.

Jair voltou a deixar claro que não é contrário à chegada de treinadores estrangeiros ao futebol brasileiro, e sim lamentou a situação que envolve a certificação de sua profissão do Brasil para o exterior.

“Eu sou um cara bem espontâneo, que fala o que pensa. De repente não me fiz entender. Não estava falando da situação de vir, mas da situação de ir. Nós brasileiros não podemos trabalhar fora porque não temos licença. Hoje em dia exigem até para exercer aqui no Brasil”.

“Se exigem pra gente, porque não para os técnicos de outros países? Nada contra o Rueda. Isso de intercâmbio é maravilhoso. Eu trabalhei muitos anos fora do país. Se eu não fosse treinador hoje, estaria fazendo curso da UEFA para trabalhar lá. Só exijo uma situação de igualdade, não que estrangeiro não pode trabalhar aqui”.

Além disso, o comandante alvinegro teceu grandes elogios ao novo treinador do Flamengo e classificou o rival como favorito para avançar à final.

“Estou engatinhando na minha carreira. O currículo do Rueda é invejável. E ganhei dele por outra equipe [nos jogos contra o Atlético Nacional, válidos pela Libertadores]. Não vejo vantagem nenhuma porque venci duas vezes ele não”.

"Chama atenção os times do Rueda pela organização tática e variação de jogadas ofensivas. No esquema que o Flamengo joga, isso pode facilitar para a adaptação dele. Desejei sorte a ele ontem, mas como falei: deixa passar o nosso jogo. Tem tudo para ser um grande jogo".

Luta pelo reconhecimento dos cursos de treinadores do Brasil

"A grande dificuldade para os treinadores brasileiros é que os cursos já existem, mas não são reconhecidos. São as mesmas aulas e cursos da Argentina, por exemplo, mas os daqui não são reconhecidos. Falei aquilo para tentar ajudar. Uma situação de melhoria para todos nós. O problema não é vir. É a gente poder ir"

Botafogo não é favorito

"Clássico é clássico. Todos os tabus são deixados para trás e a maioria dos jogos são resolvidas em detalhes. Nós ganhamos alguns mata-matas esse ano, mas não quer dizer que vamos ganhar todos. Não vejo nosso time favorito por isso".

"Em um clássico essa questão de detalhe não define nada. As duas equipes vão dar o máximo independente dos jogadores que tiverem em campo. Nós e Fla estamos a um passo da final. Todas as outras as situações passam a ser secundárias".

Pedido de paz

"Volto a frisar a situação da paz. Tem que ser tudo dentro de campo. Que as duas torcidas deem show nas arquibancadas, mas na paz".

O que espera do Botafogo?

"Equilíbrio. No momento que você se afoga, você perde a partida. Precisamos estar equilibrados jogando aqui em casa, quanto no Maraca. O equilíbrio é o grande segredo".

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2017 - Bem Mais Comunicação - CNPJ 15.349.563/0001-67. Jornalista responsável Jose Paulo DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 2121