16/08/2017 às 07:04h
Conheça o agente brasileiro de 31 anos por trás da venda de Neymar para o PSG

Humberto Paiva tem 31 anos, é formado em administração de empresas, fez pós-graduação em Londres, fala cinco idiomas e já trabalhou em países como Inglaterra e Bélgica. Apesar de jovem e desconhecido no Brasil, ele teve papel de protagonista na maior transferência da história do futebol: a ida de Neymar ao PSG por 222 milhões de euros (R$ 821 milhões).

Segundo apuração do ESPN.com.br, foi Paiva quem levou a proposta diretamente a Neymar pai, com quem possui ligação desde que o atacante da seleção brasileira ainda estava na base do Santos e ainda subindo aos profissionais, em 2009. 

Humberto começou a trabalhar com futebol no ano anterior, conforme informações que chegaram à reportagem.

Na ocasião, fez estágio na Key Sports Management, do empresário Colin Gordon, que possui entre os clientes atletas como Jamie Vardy, Theo Walcott e outros. Foram um ano e nove meses de experiência na firma, enquanto cursava International Business (Comércio Exterior) na European School of Economics (Escola Europeia de Economia), em Londres.

Após o estágio, passou cinco anos como agente licenciado e ainda homem de confiança de Wagner Ribeiro. Foi aí que trabalhou mais perto da família Neymar. Nos anos seguintes, articulou propostas de times como West Ham e Chelsea pelo atacante do Santos, que em 2011 resolveu acertar com o Barcelona, do agente André Cury.

A vida seguiu e, em 2014, Humberto virou consultor de futebol no Reading, time pequeno da Inglaterra. Passou um ano e um mês no cargo antes de virar diretor de futebol adjunto do Mouscron, da Bélgica, em julho de 2016. Deixou o cargo em maio deste ano. 

De família de classe média alta no Brasil, Paiva fala cinco idiomas com fluência: inglês, francês, italiano, português e espanhol. O fato de ser poliglota, aliada com os cursos acadêmicos que fez e a experiência obtida desde jovem, sempre o ajudaram no mercado do futebol.

Foi logo após deixar o clube belga que Humberto Paiva passou a intermediar o interesse do PSG no brasileiro. Sua proximidade antiga com Neymar pai, além de ter a confiança do empresário Pini Zahavi, foram cruciais nas negociações. Um encontro em Portugal selou a transferência bem antes do anúncio oficial, feito no começo de agosto.

O atacante já havia acertado sua transferência ao PSG no fim de junho, graças às intermediações de Humberto Paiva. A demora para o anúncio foi devido a compromissos comerciais com o Barcelona e patrocinadores, além da espera por uma bolada de luvas pela renovação contratual assinada com o clube catalão meses antes.

A chegada de Paiva culminou também com a saída de pessoa importante na rotina de Neymar nos últimos anos: o agente André Cury. Foi ele que trouxe a proposta dos catalães em 2011 que deixaram o mesmo Humberto para trás. Com o tempo, Cury ganhou a confiança do atleta, de seu pai e também dos "parças", grupo de amigos do atacante.

Com a negociação fechada junto ao PSG, Humberto passou a ser cada vez mais próximo da família Neymar. Tanto que esteve ao lado deles durante todo os momentos do dia da assinatura do contrato. E até sentou ao lado esquerdo de Neymar pai na estreia pelo time de Paris, contra o Guingamp, no último domingo. 

Ao seu outro lado, Humberto estava com Joclécio e Gil Cebola, os dois melhores amigos de Neymar, parças que moravam com o atacante em Barcelona, inclusive, e agora se mudam com ele para Paris. Foi visto aos abraços com eles na hora dos gols, sinal de que pode estar mesmo ocupando o lugar de André Cury no dia a dia do agora mais caro atleta da história do futebol.

A reportagem procurou Humberto Paiva para uma entrevista para esta matéria, mas o empresário não respondeu.

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2017 - Bem Mais Comunicação - CNPJ 15.349.563/0001-67. Jornalista responsável Jose Paulo DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 2121