26/06/2017 às 12:46h
Polícia Civil prende ex-presidiário por furto de energia, receptação e contrabando
Assessoria | PJC-MT


A Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) da Polícia Judiciária Civil prendeu, nesta sexta-feira (23), em Várzea Grande, um homem acusado de furto de energia, receptação e contrabando. O suspeito é Adriano Carlos da Silva, 29 anos,  conhecido por “Fusca”, que foi investigado na operação “Grená”, deflagrada pela Polícia Judiciária Civil, em duas fases nos anos de 2014 e 2015.

A operação investigou membros de uma organização criminosa, que ordenava crimes de dentro de presídios do Estado de Mato Grosso. Por ter sido preso na operação, o suspeito estava em liberdade com uso de tornozeleira eletrônica. Sua nova prisão foi oficializada a 7ª Vara Crimina de Cuiabá, assim como a Comarca de Várzea Grande.

A prisão de Adriano Carlos, conhecido por “Fusca”, decorreu de dezenas de denúncias anônimas feitas pelo 197, da Polícia Civil, no Centro Integrado de Segurança e Cidadania (CIOSP), que relatavam que a residência do acusado, localizada no bairro Jardim Gloria I, estaria recebendo e comercializando produtos ilícitos, provenientes de roubos e furtos.

O terreno com construções residencial e comercial, por manter em funcionamento um comércio de bebidas, tem todos os imóveis atendidos com energia elétrica, através da rede de distribuição em baixa tensão da Energisa, sem o registro de consumo, confirmando assim o desvio de energia elétrica nos imóveis.

Indagado sobre o furto, o investigado alegou que vendeu o imóvel há dois dias, e que não efetuou, nem contratou quem fizesse o desvio do fornecimento de energia, atribuindo tal conduta a pessoa pra quem teria alugado o imóvel, no período em que ele e sua esposa estiveram detidos, por força de prisão preventiva expedido pela 7ª Vara Criminal de Cuiabá.

Durante buscas na residência, foram apreendidos vários rolos de fio de energia elétrica, a qual o preso confessou ter comprado de um funcionário da Energisa, após tal pessoa ter retirado os cabos das imediações de sua residência.

Ainda na casa, os policiais apreenderam três maços de cigarros de origem ilícita. Diante dos indícios de crime, o suspeito foi conduzido à Derf-VG e autuado em flagrante nos crimes de receptação, furto de energia e contrabando.

Na Delegacia, a delegada Jannira Laranjeira informou que deixou de arbitrar fiança, em razão da somatória das penas ultrapassarem 4 anos.

A Polícia Civil ainda investiga informações referente à alta periculosidade do suspeito, que,  segundo as denúncias, fomenta o tráfico de drogas e teria participação de crimes patrimoniais e contra vida.

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2017 - Bem Mais Comunicação - CNPJ 15.349.563/0001-67. Jornalista responsável Jose Paulo DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 2121