26/06/2017 às 12:37h
Caça da FAB atira contra avião e apreende 500 kg de cocaína que saiu de MT

Welington Sabino/ GD

Um avião bimotor que levava 500 quilos de cocaína de Campo Novo do Parecis (396 Km a noroeste de Cuiabá) para Santo Antônio do Leverger (34 km ao sul de Cuiabá) foi interceptado neste domingo (25) pela Força Aérea Brasileira, que inclusive, chegou a efetuar um disparo na direção da aeronave depois que o piloto desobedeceu as ordens recebidas, via rádio, para que pousasse no aeródromo de Aragarças (GO), que fica na região fronteiriça de Mato Grosso com Goiás. O tiro foi apenas de alerta, pois o objetivo não era abater a aeronave com a droga. 

A FAB não informou sobre se foi efetuada ou não a prisão do piloto ou qualquer outro suspeito. O bimotor matrícula PT-IIJ decolou da Fazenda Itamarati Norte, em Campo Novo do Parecis com destino a Leverger. Pelas imagens divulgadas pela FAB, percebe-se que foi um pouso forçado numa região de pasto e o avião sofreu avarias na fuselagem. 

Divulgação/PM de Goiás

O monitoramento da aeronave teve início no espaço aéreo mato-grossense, mas o desfecho da operação e apreensão da grande quantidade de drogas foi finalizado no município de Jussara (GO) quando o avião foi obrigado a aterrissar na região rural do município goiano. A aeronave foi interceptada às 13h17 na região de Aragarças (GO) pelo caça A-29 Super tucano da Força Aérea Brasileira.

Conforme a FAB, a interceptação do avião com a droga é resultado da Operação Ostium, sob o Comando de Operações Aeroespaciais (Comaee), em conjunto com a Polícia Federal e demais órgãos de segurança.

Piloto desobedeceu ordens e tiro de alerta foi disparado

De acordo com a FAB, inicialmente, a o avião com a droga seguiu as instruções da defesa aérea, mas ao invés de pousar no aeródromo de Aragarças conforme determinaçao recebida, via rádio, arremeteu. Nete momento, o piloto da FAB novamente comandou a mudança de rota e solicitou o pouso, porém o avião interceptado não respondeu.

Divulgação/FAB

Infográfico elaborado pela FAB mostra o espaço aéreo percorrido pelo avião interceptado pelo caça da FAB 

“A partir desse momento, a aeronave foi classificada como hostil e foi realizado o tiro de aviso. A aeronave então pousou na zona rural do município de Jussara, interior de Goiás. Um helicóptero da Polícia Militar de Goiás foi acionado para buscas no local. A droga apreendida será encaminhada para a Polícia Federal em Goiânia”, informa a Força Aérea Brasileira na nota publicada nesta noite.

O chefe do Centro Conjunto de Operações Aérea do Comae, brigadeiro Arnaldo Silva Lima Filho explica foi necessário efetuar um tiro de aviso porque as 2 solicitações de modificação de rota não obedecidas. Justifica que a medida não atinge a aeronave suspeita, mas deixa claro que o caça da FAB tem poder de fogo o que obriga o avião interceptado a cumprir as normas exigidas. “É um dos últimos recursos quando a aeronave não atende as executivas da defesa aérea”, explica.

Na operação, a FAB também empregou a aeronave radar E-99 para auxiliar na detecção e interceptação, com base em um trabalho conjunto de inteligência com a Polícia Federal. A Operação Ostium tem como objetivo coibir voos irregulares que podem ter ligação com crimes a exemplo do tráfico de drogas. A carga de cocaína apreendida será encaminhada para a Polícia Federal em Goiânia.

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2017 - Bem Mais Comunicação - CNPJ 15.349.563/0001-67. Jornalista responsável Jose Paulo DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 2121