19/06/2017 às 12:23h
PT cobra punição por morte de presidente do partido em Tangará
Fonte Gazeta Digital


O professor Valdir Alves de Andrade, 46, assassinado a golpes de faca dentro da própria casa em Tangará da Serra (239 Km ao médio-norte de Cuiabá) era filiado ao Partido do Trabalhadores (PT) e chegou a disputar uma vaga para o cargo de vereador no ano passado, mas não obteve sucesso nas urnas.

Recentemente, ele foi eleito presidente do diretório municipal do PT em Tangará e tomaria posse nesse final de semana. Em nota, o diretório estadual lamentou a morte de Valdir e pede às autoridades da segurança pública rigor nas investigações para identificar e prender quem matou o professor nesta sexta-feira (16).

Valdir estava filiado ao partido há 14 anos e agora em 2017 foi eleito no Processo de Eleição Direta (PED), para presidir o partido em Tangará da Serra. Porém, foi morto antes de tomar posse como presidente municipal do PT. 

Conforme as informações policiais divulgadas até o momento, a vítima foi atingida por pelo menos 8 facadas. A Polícia Civil, responsável pela investigação, trabalha com 2 hipóteses para o homicídio: crime passional ou latrocínio que é roubo seguido de morte já que o carro de Valdir não foi localizado no imóvel.

Confira a íntegra da nota divulgada pelo PT

Nota de Pesar – Companheiro Valdir Alves de Andrade

É com imenso pesar que o Partido dos Trabalhadores de Mato Grosso (PT-MT) vem a público repudiar o assassinato do presidente eleito do PT de Tangará da Serra, professor Valdir Alves de Andrade, de 46 anos. Valdir foi encontrado morto em casa, nessa sexta-feira (16.06). Havia sinais de golpe de faca no corpo.

O companheiro era professor da rede estadual do município, e filiado ao PT desde 2003. Nas eleições de 2016 concorreu ao cargo de vereador e este ano foi eleito no Processo de Eleição Direta (PED), presidente do partido em Tangará. Sua posse estava programada para este final de semana.

O velório está sendo realizado neste sábado (17.06), no município. O corpo será traslado no domingo (18.06) para Presidente Epitácio (SP), cidade natal de Valdir, onde será sepultado.

O PT-MT exige das autoridades de segurança pública de Tangará da Serra, a mais pronta apuração e esclarecimento desse crime. Há duas linhas de investigação em curso: crime passional ou latrocínio, tendo em vista que o veículo do companheiro não foi encontrado na residência.

Que a autoria do crime seja revelada, com a punição devida para quem tirou a vida do nosso companheiro Valdir.

Companheiro Valdir Alves de Andrade? Presente!
PT-MT

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2017 - Bem Mais Comunicação - CNPJ 15.349.563/0001-67. Jornalista responsável Jose Paulo DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 2121