09/06/2017 às 12:25h
Com golaço e chuva de gols, Grêmio supera trapalhada e derruba invencibilidade da Chapecoense


Caiu mais um invicto no Campeonato Brasileiro. Mesmo tendo que jogar fora de casa, diante daquele que era o líder da competição e vendo uma trapalhada incrível do goleiro Marcelo Grohe, o Grêmio não se intimidou e bateu a Chapecoense por 6 a 3.

Muito graças a dois heróis improváveis. O volante Michel fez dois, e o atacante Everton saiu da reserva para marcar mais três. Luan fez o 6º. Luiz Antonio, contando com uma ajuda incrível de Grohe, Reinaldo, de pênalti, e Arthur Caíque descontaram para os catarinenses.

Com a derrota da Chapecoense, o Corinthians agora é o único time invicto e também o líder isolado do Brasileirão com 13 pontos. O Grêmio vai aos 12, iguala a pontuação do Coritiba e assume o segundo lugar no saldo de gols. Já a Chapecoense fica com 10 e cai para o 5º lugar.

O Grêmio abriu o placar na Arena Condá com um verdadeiro golaço. Aos 20 minutos de jogo, o volante Michel recebeu no círculo central do meio de campo, levantou a cabeça, viu o goleiro Jandrei adiantado e chutou. A bola subiu, encobriu todo mundo e morreu no fundo da rede.

Era mesmo o dia de Michel. Ele, que só tinha um gol com a camisa do Grêmio, também fez o segundo cinco minutos depois. Em cobrança de falta de Luan, o volante subiu no meio da zaga e desviou de cabeça no cantinho, sem muitas chances para o goleiro.

Todo o esforço, porém, ficou sob risco aos 33 minutos, em uma verdadeira lambança.

Luiz Antônio cobrou a falta da intermediária e a bola passou por todo mundo, chegando sem muitos riscos nas mãos de Marcelo Grohe. O problema é que o goleiro do Grêmio agarrou e caiu para trás, na direção do gol. Ele ainda teve que desviar de um carrinho de Wellington Paulista e, nesse meio tempo, o juiz acabou dando o gol, dizendo que a bola passou completamente a linha.

O Grêmio reclamou bastante, mas não adiantou nada. O gol acabou confirmado para Luiz Antônio.

  • Ele resolve

A Chapecoense se empolgou e foi com tudo para cima. Só não empatou no começo do segundo tempo porque Wellington Paulista acabou perdendo um gol sem goleiro.

E o futebol acaba castigando esses lances.

Aos 13 minutos, Everton entrou em campo no lugar de Barrios. Aos 14, recebeu de Pedro Rocha, ficou de frente para o gol e, aproveitando a saída desesperada do goleiro, bateu por cobertura para balançar a rede logo em seu primeiro lance em campo.

Depois, aos 15, pegou na bola pela segunda vez aproveitando uma enfiada de Luan e bateu de novo na saída de Jandrei para marcar mais um, o quarto do Grêmio.

  • Mais polêmicas

O Grêmio ainda ganhou mais dois motivos para reclamar. Primeiro de um suposto pênalti não marcado de Jandrei em Pedro Rocha. E depois de um pênalti marcado para a Chapecoense. Aos 26, Rossi tentou cruzamento e viu a bola bater na mão de Cortez no meio do caminho. O juiz marcou a penalidade, e Reinaldo converteu para diminuir o placar.

  • Chuva de gols

Everton estava mesmo impossível. Aos 35, ele recebeu de novo de Luan no contra-ataque, e deslocou o goleiro Jandrei mais uma vez.

Ele não marcava desde o dia 5 de abril. Marcou logo três.

E ainda tinha tempo para mais dois gols. Aos 44, Rossi cruzou da direita e viu Arthur ganhar da zaga e cabecear para descontar. Na saída de bola, Luan tabelou com Ramiro, invadiu a área e chutou para finalmente dar números finais ao placar.

  • E agora?

A Chapecoense tem a chance de se recuperar já no domingo. A equipe catarinense vai a Campinas enfrentar a Ponte Preta. Já o Grêmio entra em campo só na segunda-feira, quando recebe o Bahia.

FICHA TÉCNICA:
CHAPECOENSE 3 X 6 GRÊMIO


Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Data: 08 de junho de 2017, quinta-feira
Horário: 20h (de Brasília)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)
Assistentes: Bruno Boschilia e Victor Hugo Imazu dos Santos (ambos do PR)
Público: 14.403
Renda: R$ 639.175,00
GOLS: CHAPECOENSE: Luiz Antônio, 34 minutos do primeiro tempo; Reinaldo, aos 27 minutos do segundo tempo; Arthur Caíke, aos 44 do segundo tempo
GRÊMIO: Michel, aos 20 e 26 minutos do primeiro tempo; Everton, aos 14, 15 e 35 minutos do segundo tempo; Luan, aos 45 minutos do segundo tempo
CARTÕES AMARELOS: CHAPECOENSE: Wellington Paulista, Apodi, Andrei Girotto, Rossi
GRÊMIO: Walter Kannemann, Bruno Cortéz, Marcelo Grohe

CHAPECOENSE: Jandrei; Apodi, Luiz Otávio, Victor Ramos, Reinaldo; Andrei Girotto, Luiz Antônio (Osman Júnior), Seijas (Túlio de Melo); Rossi, Arthur Caíke e Wellington Paulista (Nadson). Técnico: Vágner Mancini

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Léo Moura (Edílson), Rafael Thyere, Walter Kannemann, Bruno Cortéz; Michel, Arthur, Ramiro, Luan, Pedro Rocha (Maicon); Lucas Barrios (Everton). Técnico: Renato Portaluppi

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2017 - Bem Mais Comunicação - CNPJ 15.349.563/0001-67. Jornalista responsável Jose Paulo DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 2121