25/05/2017 às 11:04h
Reportagem mostra última entrevista de tenente do Bope morto durante confronto em União do Norte: "Missão cumprida";

Uma reportagem realizado pelo programa "50 Graus", da TV Band de Mato Grosso, mostra a última entrevista do tenente Carlos Henrique Scheifer, do Batalhão de Operações Especiais (Bope), concedida três dias antes de ele ser assassinado, no dia 13 de maio, por assaltantes de banco, durante confronto na região do Distrito de União do Norte, próximo a Peixoto do Azevedo (695 km de Cuiabá).


A reportagem foi gravada no dia 10 de maio, três dias antes da morte do militar. Ele participava da despedida no Grupo Especial de Fronteira (Gefron), onde atuou por dois anos: "Estes dois anos que fiquei no Gefron pude conhecer bem a peculiaridade de trabalhar em uma faixa de fronteira, principalmente em Mato Grosso, devido a áreas extensas de fronteira seca, que são quase que inabitadas. Deu para perceber neste tempo que a própria criminalidade se instala nesta região por conta disto. Espero voltar futuramente a unidade", disse o tenente.

O tenente ainda elencou as principais dificuldades que encontrou trabalhando na fronteira: "A dificuldade sempre há aqui [Gefron], a fronteira é muito extensa. A principal carência é a logística. Precisamos estar sempre ocupados nesta parte, dando suporte aos policiais que estão espalhados".

Scheifer ainda falou sobre a expectativa que tinha com a entrada no Batalhão de Operações Especiais (Bope): "É um novo desafio [no Bope]. É um local novo, só que trará novas experiências, conhecimentos e vai valer para futuramente para trabalhar em outros locais. (...) Missão cumprida".

O tenente Scheifer foi alvejado no abdome quando estava em operação de buscas. Antes da morte do policial, os militares da região e do Bope haviam capturado quatro homens suspeitos de integrarem a mesma quadrilha. A vítima chegou a ser socorrida até um hospital da região, mas não resistiu aos ferimentos. Durante o trajeto, os colegas ainda tentaram reanimar o militar, mas sem sucesso.

O fato causou grande comoção entre os militares e também familiares e amigos do tenente, que tinha recém-entrado no Batalhão de Operações Especiais. Antes disto, ele havia servido no Grupo Especial de Fronteira (Gefron) e também no Exército Brasileiro. Toda a vida de Carlos Henrique foi dedicada a proteger as pessoas atuando nas forças de segurança pública.

Confira a reportagem exibida pelo programa 50 Graus, da TV Band MT:

Fonte: Olhar Direto

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2017 - Bem Mais Comunicação - CNPJ 15.349.563/0001-67. Jornalista responsável Jose Paulo DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 2121