Fagner deve mesmo ser o lateral-direito titular do Corinthians na partida decisiva do Campeonato Paulista, neste domingo, contra a Ponte Preta. O clube alvinegro conseguiu um efeito suspensivo, derrubou o gancho de uma partida que o jogador havia levado e liberou o atleta para entrar em campo.

A decisão foi tomada por Antônio Assunção de Olim, presidente do Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP).

Olim explica que a decisão pela punição não foi unânime (3 votos a 2), o que deixou uma dúvida no ar e aumentou a possibilidade de que Fagner fosse inocentado em segunda instância. O problema é que a sequência do julgamento só aconteceria depois da final, o que poderia fazer com que o lateral cumprisse uma pena que não precisava.

Fagner foi julgado pela confusão com Cueva, no segundo jogo da semifinal contra o São Paulo. Depois de discutir com o rival, o lateral corintiano acertou uma joelhada na parte de trás da coxa do são-paulino.

Cueva recebeu apenas uma advertência no julgamento.

Perto de marca histórica, Cássio pode ser capitão no domingo: 'O objetivo é ser campeão'

O Corinthians entrará em campo no domingo com uma boa vantagem depois de vencer a Ponte por 3 a 0 no jogo de ida. O time alvinegro pode até perder por dois gols de diferença na Arena que ainda será campeão.

O técnico Fabio Carille fica agora com apenas dois desfalques: os meio-campistas Gabriel e Rodriguinho.