O que você procura?
Quinta Feira, 27 de Abril de 2017
Geral
06/04/2017 - 09:49h
TJ derruba 600 ações que suspendem cobrança de ICMS nas contas de luz

redação PGE/MT


A Procuradoria Geral do Estado (PGE) conseguiu junto ao Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) decisão que suspende os efeitos de quase 600 ações que defendem a ilegalidade na cobrança do ICMS no pagamento da Tarifa de Uso do Sistema de Distribuição (TUSD/TUST) nas faturas de energia elétrica. A decisão é do desembargador Rui Ramos Ribeiro, presidente do TJMT.“A PGE conseguiu uma importante vitória para os cofres do Estado, a partir da decisão do desembargador Rui Ramos. Com a decisão, evitamos uma grande evasão de ICMS”, afirma o procurador geral Rogério Gallo.

No início do mês, baseado em recente decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), a PGE protocolou novo pedido em suspensão de liminar que já havia sido ajuizada em 2015, mostrando os prejuízos que o Estado de Mato Grosso teria com a não cobrança do ICMS sobre a TUSD/TUST. Nos três primeiros meses do ano a perda de receita para o Estado foi da ordem de R$ 11.653 milhões, projetando para o ano de 2017 um prejuízo próximo a 70 milhões de reais.

No despacho, o desembargador Rui Ramos Ribeiro justifica sua decisão “diante da possibilidade de grave lesão aos cofres públicos, bem como os efeitos multiplicadores da ação proferida ponde em risco a ordem pública e econômica”. O presidente do TJMT determina que sejam suspensos todos os julgamentos sobre a questão, até nova manifestação da presidência do Poder Judiciário e análise da Procuradoria Geral de Justiça. A Energisa, concessionária de energia em Mato Grosso, também será notificada para cumprimento da decisão.

Segundo o subprocurador-geral Fiscal, Leonardo Vieira de Souza, a decisão é extremamente relevante para o Estado de Mato Grosso. “A medida processual tem por fim evitar lesão à ordem econômica do Estado, o que estava suficientemente demonstrado pelo vultoso valor dos tributos em discussão. A isso, somou-se o que foi decidido favoravelmente ao Fisco pelo STJ em março desse ano. Sem dúvida, representa relevante incremento na arrecadação do Estado e a decisão do Tribunal de Justiça vem em boa hora para os cofres estaduais”, aponta Leonardo Vieira de Souza. 



Funcionários dos Correios entram em greve a partir desta 5ª
27/04/2017 | 10:19h
Bombeiro desmaia durante corrida de teste seletivo em MT
27/04/2017 | 10:16h
Teleconferência sobre programa Programa Pró-família foi assistida em Colíder
27/04/2017 | 09:42h
Pecuaristas iniciam no próximo dia 1º a vacinação de 30 milhões de animais
26/04/2017 | 05:51h
Parentes ainda procuram por desaparecidos vivos ou mortos em Colniza
26/04/2017 | 05:48h
CRAS oferece cortes de cabelos gratuitamente com auxílio de voluntária
25/04/2017 | 08:21h
Ministério Público não vê suspeição de juíza Selma Arruda na Operação "Castelo de Areia"
25/04/2017 | 06:38h
Segurança envia reforço para elucidação de chacina
25/04/2017 | 06:31h
Justiça garante direito de Galli falar sobre gays
25/04/2017 | 06:28h
Gilmar diz que ação contra chapa Dilma-Temer será levada ao plenário do TSE em maio
25/04/2017 | 06:01h
Notícias

Esportes

Videos

Entretenimento

Publicidade

Desenvolvido pela
Copyright © 2009/2017.
Todos os direitos reservados.
Bem Mais Comunicação -CNPJ 15.349.563/0001-67. Jornalista responsável - Solange Priscila DRT/MT 2121 - Jose Paulo Batista - DRT/ MT 000273