06/04/2017 às 09:47h
Assassino de empresário é preso no Maranhão

Silvana Ribas/ GD


Pedreiro acusado de ter matado a pauladas e depois ter queimado o corpo do microempresário Fernando Barbosa dos Reis, 55, é preso no estado do Maranhão. Luís Aquino Pavão, 38, estava foragido desde a data do brutal assassinato, ocorrido no dia três de agosto do ano passado.

Reprodução/Divulgação
Luís Aquino fugiu logo após o crime

O corpo foi localizado na região da ponte de ferro, dias depois do crime. A vítima fazia caminhada em uma área de reserva natural quando foi vista pela última vez. Fernando conhecia Aquino, já que teria alugado um imóvel para ele anteriormente.

Logo depois que foi anunciado o desaparecimento de Fernando pelas redes sociais, Luís Aquino abandonou o imóvel onde morava, levando a mulher grávida de seis meses e o filho de 10 anos. Deixou para trás inclusive o animal de estimação.

A delegada Juliana Chiquito Palhares, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), responsável pelo inquérito confirmou que a prisão ocorreu nesta quarta-feira (5), com envolvimento de policiais de diversas unidades. Luís deve chegar em Cuiabá no próximo sábado (8), quando será interrogado.

Divulgação

Corpo foi localizado na região da Ponte de Ferro

As investigações apontam que ele emprestou o veículo de um amigo para abordar e atrair a vítima para a morte. As imagens de Fernando, entrando no Siena preto, foram captadas por câmeras de segurança no bairro Parque Cuiabá, último local em que a vítima foi vista com vida.

Os indícios apontam para crime com motivação passional, já que o pedreiro acreditava que Francisco vinha assediando sua esposa. A família de Francisco foi inquilina de Fernando por quatro anos, no bairro São Gonçalo Beira Rio.

Segundo depoimentos, Fernando sempre foi uma pessoa expansiva e alegre com todos. Já Pavão, é apontado como um homem sisudo e de pouca conversa.

Na época do crime, por meio de familiares e de um advogado ele teria informado à Polícia que havia dado carona a para Fernando e o deixado em um motel do bairro.

Fernando foi morto com golpes de objeto contundente na cabeça. Teve o corpo enrolado em uma lona e abandonado a margem da estrada, em meio a um matagal na região da Ponte de Ferro. Perícia apontou ainda que foram achados vestígios de material inflamável no corpo, indicando que o fogo que atingiu grande área da mata, partiu do corpo.

Logo após o crime, Luís Pavão teve decretada sua prisão temporária e, apesar das promessas, nunca se apresentou a Polícia. 

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2017 - Bem Mais Comunicação - CNPJ 15.349.563/0001-67. Jornalista responsável Jose Paulo DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 2121