28/03/2017 às 10:06h
Homicida promete 'comer coração' de desafeto em presídio de Mato Grosso

 Poconet.com


O detento Aparecido Guilherme Batista, que cumpre pena de 109 anos por roubo e homicídio, teve um mandado de prisão cumprido na Penitenciária Major Eldo de Sá Correia, a “Mata Grande” em Rondonópolis, na última quarta-feira (22). Ele é apontado como o assassino de outro reeducando ocorrido no dia 31 de dezembro de 2016.

Em entrevista a imprensa local, ele contou que pretende comer o coração de um desafeto que tentou matar sua ex-esposa. Segundo a Polícia Civil, Aparecido e o filho Rafael Germano Gil dos Santos, ambos detidos na Mata Grande estão envolvidos no assassinato do também detento Ronaldo da Silva Santos, 18, ocorrido no dia 31 de dezembro do ano passado.

O rapaz foi espancado até a morte. Interceptações feitas em telefones celulares de dentro da unidade prisional, apontaram que pai e filho, telefonaram para outros criminosos detidos no presídio de Sinop e pediram autorização a uma facção criminosa para matar Ronaldo.

O motivo é o fato da vítima ter tentado matar a ex-esposa de Aparecido e mãe de Rafael um dia antes dele ser preso. Ainda conforme a Polícia Civil, o pedido foi aceito e o rapaz acabou sendo assassinado brutalmente dentro de uma cela. As interceptações telefônicas ainda apontaram a participação de outras pessoas.

Na delegacia, em entrevista a imprensa, Aparecido negou ter matado Ronaldo, explicando que o rapaz morto não foi o autor da tentativa de homicídio de sua ex-esposa. Porém, ele disse que está esperando o verdadeiro criminoso ser mandado para a Mata Grande para “matá-lo e comer o seu coração”.  

 

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2017 - Bem Mais Comunicação - CNPJ 15.349.563/0001-67. Jornalista responsável Jose Paulo DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 2121